Sentimento de Leitor

Juramos solenemente fazer boas recomendações
Imagem da Thumbnail para Mistério no Mediterrâneo
Críticas

Mistério no Mediterrâneo

19 jun 19 3 mins. de leitura
por Caique Araujo

publicidade

Título Mistério no Mediterrâneo
País EUA
Classificação 14 anos
Duração 98 mins.
Elenco Adam Sandler, Jennifer Aniston, Luke Evans
Direção Kyle Newacheck
Gêneros Comédia
Ano 2019
Nick Spitz (Adam Sandler) é um policial que há tempos tenta se tornar detetive, mas nunca consegue passar na prova para o cargo. Envergonhado, ele diz para sua esposa (Jennifer Aniston) que trabalha na função, pedindo ao melhor amigo que o ajude nesta mentira. Um dia, ao chegar em casa, Nick é cobrado por Audrey sobre a sonhada viagem à Europa, prometida quando eles se casaram, 15 anos atrás. Pressionado, ele diz que já havia arrumado tudo e, assim, os dois partem em viagem. Ainda no avião, Audrey conhece o milionário Charles Cavendish (Luke Evans), que os convida para um tour a Mônaco a bordo do navio de seu tio (Terence Stamp). O casal aceita a oferta, sem imaginar que estaria envolvido com a investigação em torno de um assassinato em pleno alto-mar.

Imagine os contos de Agatha Christie reimaginados através do despertar cômico. Bem, esta é a proposta de Mistério no Mediterrâneo. Ao longo da narrativa o espectador é apresentado a referências sutis, outras nem tanto, à obras como Assassinato no Expresso do Oriente. Mas, será que a tentativa funciona e apresenta uma experiência digna para amantes tanto de comédia quanto de “suspense”? Vamos descobrir a seguir.

Já faz alguns anos que Adam Sandler não emplaca com nenhuma de suas novas produções. Outrora o ator, e produtor, era o nome da comédia romântica dos anos 90. Vários dos principais filmes de sucesso no gênero estavam atrelados a seu nome, somando mais de 2 bilhões de dólares em bilheteria. Mesmo que em clichês, ele encontrava destaque no nicho cinematográfico. Pouco tempo depois, o cinema cansava da essência equivalente na constância de suas obras. Então, o astro optou, mais por necessidade do que escolha, a unir-se à Netflix e explorar outros gêneros e mesclar algumas vertentes.

Apesar das tentativas de “se reinventar”, nada mudou. O insalubre na narrativa continua o mesmo como fora com The Ridiculous 6, Zerando a Vida, Sandy Wexler e, o mais recente, Lá Vêm os Pais. Em Mistérios do Mediterrâneo, Sandler repete um encontro que conquistou muitos amantes do gênero de comédia romântica. Essa estratégia, porém, não é inédita. Assim como fez em Juntos e Misturados, em 2014, restaurando a química com Drew Barrymore. Agora, tenta recuperar a mesma essência com Jennifer Aniston, de Esposa de Mentirinha.

Na trama, em teoria, o mistério criminal mistura-se com o “romance” e a comédia para conquistar espectadores de todos os gêneros. Na prática, entretanto, soa mais como uma salada sem tempero e sem salada. Para o roteiro, o problema é que as piadas e os próprios eventos não resgatam qualquer originalidade e resultam em personagens constantes e, por vezes, chatos. Um elemento essencial dentro de qualquer romance cômico que se preze, por exemplo, é justamente o clichê de “dar errado para dar certo”. O roteiro, entretanto, não apresenta nenhum crescimento empolgante ou romântico dos protagonistas.

publicidade

Logo no início somos apresentados a um casal, juntos há mais de 15 anos. Nick, interpretado por Sandler, é um policial fracassado que não consegue ganhar uma promoção para o cargo de detetive. Enquanto, Audrey, interpretada por Aniston, é uma cabeleireira apaixonada pelo gênero literário de mistério e suspense. Depois de tantos anos casados, não existe mais aquele “appeal” entre eles. Até que um dia, Nick “decide” surpreendê-la e ambos embarcam em uma viagem à Europa. A partir de então, a trama do filme entra em um constante declínio na tentativa de manter o espectador plugado à obra.

De um lado, o personagem de Sandler repete, por inúmeras vezes, piadas sem graça e que continuam a não funcionar mesmo com a insistência. De outro lado, a personagem de Aniston atua como se estivesse ligada no 220v e não cativa simplesmente porque o roteiro, em geral, não ajuda. A química construída em Esposa de Mentirinha não existe em Mistério no Mediterrâneo. Alias, a química do casal, por si só, não existe. Soam como duas pessoas já acostumadas com a presença uma da outra e não há nenhum momento de verdadeira romantização.

Para os demais, nem vale a pena o destaque. As atuações são caricatas em exagero e não acrescentam nada para trama. Personagens bidimensionais com atores direcionados a cumprir apenas o papel que lhes foram designados. Toda a trama, em geral, soa como o feijão com arroz sem nada que desperte o mínimo de interesse. As risadas são fracas e, por vezes, parece que os atores estão se divertindo bem mais que o espectador com piadas que nem chegam a manifestar mudanças no canto da boca.

Em suma, Mistério no Mediterrâneo quer brincar com as histórias idealizadas por Agatha Christie tornando-as cômicas. Mas, passa longe e erra. Fracassa como comédia, não manifesta interesse como suspense e não apresenta nada de romance. Por fim, o espectador encerra seus mais de 90 minutos de duração com o famoso ditado “não cheira e não fede”.

Comentários

O blog Sentimento de Leitor disponibiliza o espaço do DISQUS para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "Sentimento de Leitor" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

publicidade

quem escreve?

Mandy Ariani

Olá, eu me chamo Mandy! Sou apaixonada por livros, filmes, mangás e Jane Austen. Se você quer ficar por dentro do universo geek e literário, visite a gente!

colaboradores

publicidade

para te inspirar

A vida é uma tempestade, meu amigo. Um dia você está tomando sol e no dia seguinte o mar te lança contra as rochas. O que faz de você um homem é o que você faz quando a tempestade vem.

Alexandre DumasO Conde de Monte Cristo, 1844.

os mais lidos do blog

editoras parceiras

2019

resenhas as mais recentes

Instagram@sentimentodeleitor