Sentimento de Leitor

Juramos solenemente fazer boas recomendações
Entrevista exclusiva com Sofia Silva: expectativas para a Bienal, lançamentos e muito mais!
Livros

Entrevista exclusiva com Sofia Silva: expectativas para a Bienal, lançamentos e muito mais!

28 jul 19 5 mins. de leitura
por Juliana Sandis

publicidade

Sofia Silva é uma escritora portuguesa, que começou conquistando o público brasileiro através da internet por meio da plataforma Wattpad e, posteriormente, pela Amazon. Em 2017, Sofia ganhou as livrarias do país com seu título de estreia, Sorrisos Quebrados, lançado pela Editora Valentina. Desde então, a autora tem dado continuidade a série, lançando o segundo volume – Corações Quebrados – em 2018, e em agosto ela nos entrega a terceira peça desta série que tem emocionado diversos leitores: Destinos Quebrados.

É válido lembrar que Sofia Silva tem presença confirmada na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, e você pode conferir a agenda dela AQUI. Aproveitando este momento de lançamento e a vinda da autora para o Brasil, Sofia nos concedeu uma pequena entrevista. Espero que gostem!

1- Como foi que você decidiu se lançar na escrita para o público brasileiro? Pode nos contar um pouco desse processo?

Sofia Silva: Na verdade eu nunca me quis lançar no Brasil. Em 2014 decidi escrever na plataforma Wattpad por insistência de amigas e lá o público mais ativo é do Brasil. Por ser uma história entre um português e uma brasileira, o público ficou curioso e foi assim que “nasci”.

2- Qual é a melhor parte de ser escritora? E qual a pior?

Sofia Silva: A melhor: Receber uma mensagem de algum leitor dizendo que aquela personagem/história mudou algo na sua vida. Sentir que represento realidades. Por coincidência, hoje recebi uma mensagem no Instagram de uma “Emília” dizendo que foi o primeiro livro que leu em que alguém mostra que antes de nos aceitarmos com a deficiência, precisamos de tempo para a amargura contra a mundo. Que não existe mal estarmos revoltados.
O pior: Eu questiono muito se devo lançar obra X ou Y. Refaço mil vezes o mesmo capítulo porque nunca estou satisfeita e me atraso horrores. Neste momento tenho duas obras com mais de 2 anos e só no final deste ano uma delas vai voar para o mundo.

3- Quais são as suas expectativas para a Bienal do Livro do Rio?

Sofia Silva: É a minha segunda Bienal. A primeira foi no lançamento de Sorrisos Quebrados e até hoje foi o melhor evento literário em que estive presente. Citando Rodrigo Santoro, que deu uma magnífica entrevista em Portugal, e cujas palavras levo para a vida:”Quanto mais a gente cria expectativa, menos a gente desfruta da experiência”.

Vou aí para viver!

4- Você tem um lugar preferido no Brasil?

Sofia Silva: Conheço pouco o Brasil. O meu sonho é visitá-lo por inteiro. Apaixonei-me pelo dia de sol do Rio, pela noite boemia de São Paulo, mas foi em Búzios que encontrei uma calma que me reflete.

5- Fale um pouco sobre o livro em lançamento: Destinos Quebrados.

Sofia Silva: Destinos Quebrados irá contar a história da Rafaela, que surge em todos os livros. Ela é a diretora, o cérebro e a garra que criou a Clínica. Neste livro vamos percorrer a sua vida desde a infância, compreendendo o motivo para ela, ainda uma criança, decidir que um dia iria criar algo tão diferente, assim como vamos, passo a passo, assistir a todas as suas perdas e sofrimento. Como ela sofre!

E, indubitavelmente, vamos mergulhar na sua trágica história de amor. Mais sofrimento!

publicidade

O leitor da série não vai conseguir resistir a torcer por ela e pela sua felicidade. Muitas mulheres se irão rever nela e, o meu desejo, tantas outras vão encontrar força nela.

Como autora posso dizer: Rafaela é a o reflexo de ser-se mulher. Complexa e cheia de camadas.

6- Sabemos que a série Quebrados retrata muitos assuntos difíceis, muitos traumas como violência doméstica e abuso, mas qual foi o livro ou o tema mais difícil para você escrever?

Sofia Silva: O último está a ser o mais difícil, até porque quero encerrar a série com o melhor livro de todos. Intitulado HERÓIS QUEBRADOS, nele vamos seguir a vida do Cauê (surge nos livros 2 e 3) um garoto abusado sexualmente e que depois, ainda adolescente, vende o corpo em troca de comida para a sua irmã com Síndrome de Down. Hoje, a viver na Clínica, ele não aceita ser tocado e é quando surge na sua vida a Mariana. O livro dele é, de longe, o mais sensível e o que eu parei para respirar (chorar) e continuar. Eu quero que os meus leitores terminem o livro de rastos com tudo que ele viveu, mas, e mais importante, melhores pessoas. Que sintam que leram algo inesquecível.

7- Além da série Quebrados, você tem outros projetos, outras histórias a serem lançadas?

Sofia Silva: Sim. Tenho a continuação de O Futuro Que Nos Roubaram pela The Gift Box e um projeto que lançarei na Amazon pois quero que os meus leitores brasileiros e portugueses tenham a oportunidade de lerem no mesmo dia. Esse projeto é dos mais destruidores que já escrevi e merece o mundo. Aqui o mocinho será o peculiar. O diferente. Nunca li nenhum protagonista como ele e acredito que será uma surpresa para os meus leitores. Fixem na vossa agenda que antes do Natal ele estará na Amazon.

8- Torço para que o lançamento de Destinos Quebrados seja um sucesso e agradeço por conceder a entrevista. Deixe aqui uma mensagem para os leitores do blog!

Sofia Silva: Os leitores brasileiros são, sem dúvidas, dos melhores do mundo. Digo com honestidade. Há uma emoção diferente. O leitor Brasileiro abraça sem reservas e é genuinamente interessado no que vai além do livro.
Obrigada pelo carinho.

Saiba um pouco mais sobre Destinos Quebrados:

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

entrevista-sofia-silva-autora

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Há um tempo você disse que todos temos o direito de quebrar, mas se esqueceu de dizer que poucos nos ajudam a colar os cacos que ficam soltos dentro de nós.
Após um final de relacionamento amargo, sofrido, Rafaela e Leonardo seguiram as suas vidas. Ela no Brasil e ele em Portugal.
Embora renomados profissionais, ambos continuam presos a um passado que os atormenta. A questões que ficaram sem resposta.
Dez anos depois, são forçados a um reencontro doloroso sem imaginarem que esse momento trará consigo segredos que ficaram enterrados. E, talvez, alguns devessem permanecer por lá.
DESTINOS QUEBRADOS é um romance dramático sobre a construção e destruição do amor pelo orgulho e pelo preconceito. Sobre a nossa capacidade de resiliência e perdão.

Data de Lançamento: 04/08/19.

Comentários

O blog Sentimento de Leitor disponibiliza o espaço do DISQUS para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "Sentimento de Leitor" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

publicidade

quem escreve?

Mandy Ariani

Olá, eu me chamo Mandy! Sou apaixonada por livros, filmes, mangás e Jane Austen. Se você quer ficar por dentro do universo geek e literário, visite a gente!

colaboradores

publicidade

para te inspirar

Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então.

Lewis CarrollAlice no País das Maravilhas, 1865.

os mais lidos do blog

editoras parceiras

2019

resenhas as mais recentes

Instagram@sentimentodeleitor