Sentimento de Leitor

Juramos solenemente fazer boas recomendações
Imagem da Thumbnail para Aladdin
Resenhas

Aladdin

16 set 19 2 mins. de leitura
por Caique Araujo
Esta publicação é fruto de uma PARCERIA

publicidade

Título Aladdin
Autor(a) Bobbi JG Weiss
Tradutor(a) Carolina Barcellos
Editora Pixel
Páginas 64
Ano 2019
Na fabulosa cidade de Agrabah, mora um garoto de rua chamado Aladdin. Quando ele encontra uma lâmpada na Caverna das Maravilhas e um gênio lhe oferece três desejos, sua vida muda completamente. Agora, ele pode se tornar o príncipe que sempre quis ser e conquistar o coração da princesa Jasmine, a moça por quem está apaixonado. No entanto, Aladdin não sabe que o vizir real planeja usar a lâmpada para governar Agrabah.

Aladdin é a mais nova graphic novel da coleção Disney Comics lançada no Brasil pela Editora Pixel. Originalmente publicada em 1993 e escrita por Bobbi JG Weiss, os quadrinhos foram recoloridos e a história narra os mesmos eventos da animação em uma compactação única! E, com maestria, mesmo contendo apenas 64 páginas, a graphic consegue adaptar a história sem comprometer o roteiro original do clássico. Confira a análise desta edição em detalhes!

De um tempo para cá, com todos lançamentos em live-action da Disney, a Pixel vem tomando a frente e garantindo uma edição por mês relacionada ao filme mais recente em cartaz. Foi assim com Dumbo – que você pode ler a resenha clicando aqui – e agora com Aladdin. Entretanto, é curioso que a editora preferiu relançar uma edição de 1993, relacionada a animação, ao invés da nova graphic, “Aladdin: Four Tales of Agrabah”, conectada ao filme e projetada pela Dark House (a mesma editora responsável por Dumbo).

Antes de qualquer coisa, este novo lançamento Pixel, em si, é marvilhoso. Ela apresenta os mesmos padrões de qualidade que vem sendo construído mensalmente sob o selo Disney Comics. Com capa dura, papel fotográfico de alta qualidade e as ilustrações de 1993 recoloridas, a graphic é uma peça fundamental para qualquer fã da animação e da gigante do Mickey Mouse. O que mais surpreende na composição da obra é o quão agradável as páginas estão, garantindo uma experiência visual satisfatória – só por isso, já vale a pena ter em mãos.

publicidade

A partir do ponto de vista narrativo, contudo, não existem novidades. Afinal, desde o seu lançamento original, o propósito da HQ foi retraduzir o roteiro da animação para o roteiro em quadros. Então algumas falas são as mesmas, enquanto outras foram remodeladas para encaixar no novo por fato. Por esse motivo em especial, nas mais de 60 páginas, estão presentes todos os elementos que já conhecemos ou, pelo menos, que já assistiu a animação conhece.

O Gênio, o Abu, o Iago, o Jafar, a Princesa Jasmine, o próprio Aladdin e todos os outros que estiveram na animação, do mesmo jeito que estiveram, aparecem ao longo dos quadros. Desta análise narrativa, tudo que é válido ressaltar está na maestria de Boggi ao compactar e embalar todo o roteiro original em um formato que poderia comprometer a história, mas não compromete. Sendo assim, tudo que há de mais importante na animação original, está nos quadrinhos.

Mas é claro que, a edição da Pixel, conta com alguns bônus especiais para os leitores. Entre eles, um guia introdutório dos personagens e algumas páginas extras no final da edição. Por todo esse compilado, a graphic torna-se indispensável. Pode funcionar como um item de colecionador ou apenas como uma obra de entretenimento. E, mesmo que não tenha novidades substanciais, a beleza fala mais alto. Por isso, apesar de se conectar com um público mais para o infanto-juvenil, toda a nostalgia somada a edição maravilhosa de alegrar os olhos conecta-se com toda a família.

Comentários

O blog Sentimento de Leitor disponibiliza o espaço do DISQUS para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "Sentimento de Leitor" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

publicidade

quem escreve?

Mandy Ariani

Olá, eu me chamo Mandy! Sou apaixonada por livros, filmes, mangás e Jane Austen. Se você quer ficar por dentro do universo geek e literário, visite a gente!

colaboradores

publicidade

para te inspirar

Quando você abre o livro, é como num teatro: ali está a cortina. Você a arrasta para o lado, e a apresentação começa.

Cornelia FunkeCoração de Tinta, 2003.

os mais lidos do blog

editoras parceiras

2019

resenhas as mais recentes

Instagram@sentimentodeleitor