Sentimento de Leitor

Juramos solenemente fazer boas recomendações
Imagem da Thumbnail para Justin
Resenhas

Justin

27 abr 19 2 mins. de leitura
por Mandy Ariani

publicidade

Título Justin
Autor(a) Anne-Charlotte Gauthier
Editora Nemo
Páginas 104
Ano 2018
Quando o professor de Educação Física pede para a turma formar uma equipe de meninas e uma de meninos, Justine permanece no meio. Ela sente que não pertence ao gênero que lhe foi atribuído, mas está convencida de que todo mundo sabe disso, exceto seus pais. Ao longo de sua vida como criança, adolescente e jovem adulta, muitas vezes maltratada e incompreendida, Justine, por fim, compromete-se a viver como quem ele sempre foi, isto é, Justin.

Anne-Charlotte Gauthier é uma quadrinista francesa, suas obras são marcadas por uma abordagem sensível ao falar sobre assuntos importantes e, ainda, polêmicos – principalmente no Brasil. Afinal, não é como se a identidade gênero fosse um assunto recorrente entre os brasileiros, apesar de ter estado em alta na época das eleições. De qualquer forma, Gauthier nos presenteou com uma história simples e delicada sobre a auto-aceitação, a importância de receber apoio e uma crítica à intolerância.

A trama do quadrinho Justin gira em torno de um personagem que não se identifica com o gênero que lhe foi atribuído. Apesar dele estar ciente de que é um menino, sua família e a sociedade não parecem concordar com isso e insistem em chamá-lo de Justine. Com o passar da leitura, vamos acompanhar sua jornada de altos e baixos, enquanto ele tenta se encontrar.

Eu já não podia negar, meu corpo falava em meu lugar… Aos olhos de todos eu era mesmo uma garota… Mas nem isso abalou a minha convicção. Eu sou um garoto prisioneiro num corpo de mulher.

Justin se configura como uma leitura fácil, sendo possível finalizar a HQ em questões de minutos. Contudo, as reflexões que a história traz irão acompanhar um pouco mais o leitor, que vai refletir sobre empatia, hipocrisia e a questão do gênero. Afinal, o nosso protagonista sofreu muito graças à incompreensão, e isso nos faz pensar na situação atual do público trans no nosso país e no mundo.

publicidade

Infelizmente, esse quadrinho é um tanto superficial, eu gostaria de ter acompanhado mais a vida do personagem para me conectar melhor com ele. Porém, tudo é abordado de forma muito breve, deixando a sensação de que faltou mais experiências com o protagonista na história. Em contrapartida, é evidente que esse era o objetivo da quadrinista.

A diferença de alguns frequentemente desencadeia a crueldade de outros. Justin passa uma mensagem em resposta à intolerância: não se renda! – Planete BD

Os desenhos da Gauthier são em preto e branco, e os personagens possuem traços animais. Sem dúvidas, essa característica da autora é bem interessante e traz mais sensibilidade para a narrativa. Há algumas cenas com um conteúdo super tenso, e sinto que se os personagens se parecessem verdadeiramente com pessoas, o enredo ficaria mais “pesado”.

Página da HQQuanto menos você souber sobre Justin, melhor será sua experiência com a HQ. Certamente, vale a pena ler essa história, pois apesar de faltar profundidade, diversos tópicos importantes aparecem na narrativa.

Comentários

O blog Sentimento de Leitor disponibiliza o espaço do DISQUS para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "Sentimento de Leitor" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

publicidade

quem escreve?

Mandy Ariani

Olá, eu me chamo Mandy! Sou apaixonada por livros, filmes, mangás e Jane Austen. Se você quer ficar por dentro do universo geek e literário, visite a gente!

colaboradores

publicidade

para te inspirar

Palavras são, na minha nada humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia. Capazes de formar grandes sofrimentos e também de remediá-los.

J. K. RowlingHarry Potter, 1997-2007.

os mais lidos do blog

editoras parceiras

2019

resenhas as mais recentes

Instagram@sentimentodeleitor