Sentimento de Leitor

Juramos solenemente fazer boas recomendações
Imagem da Thumbnail para Marvel Comics: A História Secreta
Resenhas

Marvel Comics: A História Secreta

07 maio 19 5 mins. de leitura
por Caique Araujo

publicidade

Título Marvel Comics: A História Secreta
Autor(a) Sean Howe
Tradutor(a) Érico Assis
Editora LeYa
Páginas 560
Ano 2013
Tudo o que você sempre quis saber sobre a Marvel Comics, mas não sabia a quem perguntar. Em 1961, Stan Lee ia pedir as contas. Já completara 20 anos de Marvel, uma editora que vendia mal e que há pouco tempo tivera que demitir boa parte dos funcionários. Mas seu chefe, Martin Goodman, queria novos heróis, novas revistas, novas criações para manter a concorrência em dia. Lee convocou Jack Kirby e Steve Ditko, seus artistas prediletos. Foi daí que surgiram: Quarteto Fantástico, Homem-Aranha, Thor, Hulk, Homem de Ferro, X-Men, Demolidor, Vingadores e o mais importante: um mundo fictício onde todos viviam em conjunto, no qual as aventuras de um personagem teriam influência direta sobre as histórias de outro. Estava criado o Universo Marvel. Em uma pesquisa sem precedentes, Sean Howe acompanha os bastidores da Marvel Comics desde suas origens, no boom de super-heróis da década de 1930, até a venda bilionária à Disney, no começo deste século. Neste intervalo, super-heróis e superpoderes criados “a toque de caixa” viraram sucesso instantâneo, o mercado de quadrinhos passou períodos de vacas gordas e vacas esquálidas, autores entraram em crise entre si e com a editora, amizades viraram inimizades, inimizades viraram desavenças, desavenças viraram processos na justiça e o Universo Marvel saltou do papel barato para telas de TV, de videogame, de IMAX e para a imaginação de várias gerações pelo planeta. Renovando gerações de fãs desde a década de 1930, a Marvel criou a narrativa ficcional mais extensa da história e é uma das maiores potências da cultura pop global. Destacar com splash: Vencedor do prêmio Eisner 2013 – Melhor obra relacionada a quadrinhos.

Marvel Comics: A História Secreta não é um livro recente, já tem alguns anos de mercado e chega a ser difícil encontrar uma edição à venda. Mas, com tantos lançamentos da Marvel no cinema e um sucesso estrondoso no mercado, torna-se uma obra essencial para qualquer fã que deseje entender as raízes e o cerne da editora. A narrativa, do gênero biográfico, vai dissecar todos os principais fatos relacionados a companhia, desde os mitos às verdades inevitáveis, mostrando as nuances por trás da marca.

Quem acompanhou a era de outro dos quadrinhos, entre a década de 60 e 80, sabe que a Marvel sempre idealizou um reflexo do cotidiano. Seus personagens, diferente da DC Comics por exemplo, sempre estiveram mais próximos ao leitor por soarem como “pessoas normais com problemas reais”. Qual leitor de quadrinho, afinal, nunca se identificou com o amigão da vizinhança, por exemplo? Marvel Comics: A História Secreta nos revela que, além do contexto histórico, o dia a dia e os problemas entre os colaboradores da editora também tinham impacto direto nas histórias lançadas.

Sean Howe foi editor da revista Entertainment Weekly e The Criterion Collection. Em determinado momento, ele decidiu, neste compilado histórico, dissecar toda a história da Marvel Comics e compilar tudo isso em pouco menos de 600 páginas. É possível acompanhar os vários acontecimentos que começam nos primórdios da década de 30 e se estende até os tempos mais atuais, em 2009, com a compra da Marvel pela Disney. Narrando os eventos como eles aconteceram, Howe apresenta uma dinâmica narrativa hipnótica e devastadora.

Aos dezoito anos, Stan Lee viu-se editor de uma grande editora de quadrinhos. Tinha uma sala pequena na saída do espaço dos artistas, que agora chamavam de Bullpen, onde as mesas da equipe em expansão começavam a se amontoar.

Do inicio ao fim, obra garante um envolvimento completo, instigando a continuidade para a leitura. A presença dos fatos reais só despertam ainda mais curiosidades, fazendo o leitor desejar estar com o celular na mão para realizar algumas buscas bem curiosas no Google. Por outro lado é preciso destacar que o foco não são os personagens que tanto amamos. Eles estão lá, mas são pano de fundo. Portanto, não o espere encontrar o universo das HQs nas páginas do livro. O foco são as personas responsáveis por essa grande criação: os roteiristas, desenhistas, editores, entre outros. A discussão que Howe levanta é o embate contínuo do capitalismo da empresa em contraponto à criação apaixonadas dos artistas e autores.

A realidade crua de quem trabalha no processo criativo é exposta como carniça ao vento. O autor trouxe para o livro dezenas de depoimentos reais de roteiristas e desenhistas que confrontaram a realidade de “gerar lucro” e, como resultado, encontram-se tristes, desmotivados e cansados de trabalhar por um ideal ilusório criado apenas para: vender quadrinhos. O livro certamente mexerá com as certezas de alguém prestes a apostar sua carreira dentro desse mercado.

publicidade

Nesse processo, alguns nomes conhecidos com os quais você irá deparar, por exemplo, são: Stan Lee, Jack Kirby, Steve Dikto, Joe Simon, Don Heck, Bill Everett, Len Wein, John Romita, Chris Claremont e John Byrne. Em contraponto, somos apresentados ao backstage envolvendo cada um deles. Conhecemos, detalhadamente, os responsáveis e a origem por trás de cada origem dos grandes personagens como: Homem-Aranha, Vingadores, Homem de Ferro, Capitão América, Hulk, X-Men, Demolidor, Thor ou Wolverine. Algumas histórias, inclusive, de cortar o coração.

Aliás, um fato interessante sobre Marvel Comics: A História Secreta é como a verdade não tem filtros. Não há nenhuma tentativa de borrar fatos polêmicos, embora já conhecidos, sobre a editora. As desavenças, as vinganças, as trapaças e os problemas estão todos presentes, incluindo referências diretas aos envolvidos no processo. Você sentirá na pele como o dia a dia dentro da editora soava como um “campo de batalha sanguinário”.

Uma sensação negativa, entretanto, que o livro transmite é que muitos fatos narrados soam tendenciosos. Parece que há uma constante tratativa de relatar o pior do pior sobre a editora. Mas, talvez, só sejam histórias “sombrias” demais para serem aceitas nos dias de hoje. Afinal, Howe é um fã declarado e ganhou vários prêmios justamente por expor fatos verídicos fomentados por pesquisas minuciosas realizadas ao longo de muitos anos.

E o maior problema é não contextualizar a sociedade que, indiretamente, moldou a Marvel durante todo esse período. O foco é único e completo para os escritórios e sua comunidade. Não conseguimos entender, diretamente, como as vendas – ou a falta delas – afetavam as ações da empresa. E, também, apesar de ser claro para alguns, não contextualizar diretamente o que marcava a sociedade norte-americana na época, como a Guerra do Vietnã ou a Guerra Fria, faz com que leitores mais novos percam a compreensão do texto pela falta de informações contextualizadas.

Ao final, Marvel Comics: A História Secreta soa como uma conversa sincera de fã para fã. A conversa começa muito bem, aliás, engatinhando junto ao começo da Marvel Comics e percorrendo a história linearmente sem pressa ao expor os fatos. Entretanto é notável que, logo mais ao final, principalmente após a compra da Marvel pela Disney, o livro começa a acelerar o ritmo e não tem mais trabalho em explorar os tempos modernos. Nada que cause uma frustração notável no leitor, porém não é dessa vez que vamos compreender o backstage da Disney por completo.

Um conselho? Se você é fã da Marvel, Marvel Comics: A História Secreta é um livro imprescindível em sua estante. Um arco biográfico completo! Com 560 páginas na versão brasileira, ainda conta com uma surpresa do tradutor Érico Assis: um apêndice exclusivo relacionando as citações no livro com os quadrinhos que foram lançados – excelente guia para quem quer começar a ler quadrinhos. Pela sua importância histórica sabemos que não foi nada surpreendente quando o livro foi o vencedor do Prêmio Eisner – um dos maiores prêmios da indústria de quadrinhos. Não poderia encerrar a leitura mais feliz, ao conhecer intimamente a editora querida de qualquer “nerd nato”.

Comentários

O blog Sentimento de Leitor disponibiliza o espaço do DISQUS para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "Sentimento de Leitor" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

publicidade

quem escreve?

Mandy Ariani

Olá, eu me chamo Mandy! Sou apaixonada por livros, filmes, mangás e Jane Austen. Se você quer ficar por dentro do universo geek e literário, visite a gente!

colaboradores

publicidade

para te inspirar

Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então.

Lewis CarrollAlice no País das Maravilhas, 1865.

os mais lidos do blog

editoras parceiras

2019

resenhas as mais recentes

Instagram@sentimentodeleitor