Sentimento de Leitor

Juramos solenemente fazer boas recomendações
Imagem da Thumbnail para Minha Sombria Vanessa
Resenhas

Minha Sombria Vanessa

24 jun 20 3 mins. de leitura
por Mandy Ariani
ATENÇÃO: Esse artigo possui conteúdo sensível

publicidade

Título Minha Sombria Vanessa
Autor(a) Kate Elizabeth Russell
Tradutor(a) Fernanda Abreu
Editora Intrínseca
Páginas 432
Ano 2020
Elogiado por Gillian Flynn e considerado um dos grandes livros de 2020, o romance de estreia de Russell explora as dinâmicas psicológicas de um relacionamento entre uma adolescente e seu professor. Em 2000, Vanessa Wye é uma estudante solitária de ensino médio. Talentosa e com o sonho de ser escritora, Vanessa diz não se importar de ficar sozinha, principalmente quando seu professor de inglês, Jacob Strane, um homem de 42 anos, começa a prestar atenção nela, elogiando seu cabelo, suas roupas e lhe emprestando alguns de seus livros favoritos ― como Lolita, de Nabokov. Antes que Vanessa perceba, os dois embarcam em uma relação e a jovem acredita que o professor a ama e a considera especial. Mais de uma década depois, uma ex-aluna acusa Strane de abuso sexual, e Vanessa começa a questionar se o que viveu foi realmente uma história de amor ou se não teria sido ela também uma vítima de estupro. Mesmo depois de tantos anos, Strane ainda é uma presença constante em sua vida. Como ela seria capaz de rejeitar o que considera seu primeiro amor? Alternando entre presente e passado, o livro justapõe memória e trauma ao entusiasmo de uma adolescente descobrindo o poder do próprio corpo. Instigante e impossível de largar, o livro retrata com maestria a adolescência conturbada e suas consequências, para refletir acerca de liberdade, consentimento e abuso. Escrito com intimidade e intensidade assustadoras, Minha sombria Vanessa capta brilhantemente os costumes culturais em transformação que guiam nossos relacionamentos e a própria sociedade.

Minha Sombria Vanessa é, admiravelmente, o romance de estreia da escritora americana Kate Elizabeth Russell. Considerado um dos lançamentos mais controversos de 2020, o livro de Russel é uma narrativa desafiadora e angustiante, mas que traz reflexões complexas e necessárias sobre manipulação, traumas, abuso e consentimento. Então, vamos falar sobre essa história capaz de tirar qualquer leitor de sua zona de conforto!

A trama acompanha Vanessa Wye, uma mulher com diversos traumas e uma noção deturpada sobre relacionamentos, em duas fases de sua vida. Com apenas 15 anos, Vanessa se envolve em uma relação disfuncional com seu professor de 42 anos, Jacob Strane. No presente, aos 32 anos, Vanessa se depara com o movimento #MeToo (notório por dar voz às vítimas dos abusos) e uma aluna acusa Strane de cometer assédio.

— Eu simplesmente preciso muito que seja uma história de amor. Você entende? Preciso muito, muito que seja isso.
— Eu sei.
— Porque se não for uma história de amor, então o que é?

Narrado em primeira pessoa, o leitor poderá acompanhar Vanessa e seus conflitos nas diferentes etapas de sua vida. Em seu livro, Russell adentra com intimidade na mente de alguém que sofreu abuso sexual quando menor e esmiúça seu estado de confusão mental e negação.

Embora não seja a primeira vez que a literatura explora a temática da pedofilia e do assédio, Russel é genial ao trazer o olhar de uma mulher que não se vê como uma vítima e, na verdade, enxerga uma história de amor onde outras pessoas veem um caso claro de abuso. Tudo isso é extremamente torturante para o leitor, afinal nós tentamos o tempo todo entender e nos colocar no lugar de uma personagem de opiniões controversas cuja mentalidade passou por um processo perturbador e marcado por muita manipulação.

publicidade

Sem dúvidas, a figura de Jacob Strane e seu papel na vida de Vanessa nos ajuda a compreender as motivações para alguns dos pensamentos da protagonista. Entre o passado e o presente, nós entendemos que Vanessa era uma jovem solitária e retraída aos 15 anos, sendo levada a acreditar que o interesse de um homem com quase o triplo da sua idade não era perturbador, mas lisonjeiro. Aos poucos, Strane explora a passividade de Vanessa e passa a controlá-la de muitas maneiras – seja indicando livros como Lolita (Vladimir Nabokov) ou testando a forma como ela reagia ao seu comportamento.

Eu não digo, mas às vezes tenho a sensação de que é exatamente isso que ele está fazendo comigo: me desconstruindo, me montando outra vez como alguém novo.

Apesar dos muitos danos emocionais, no entanto, Vanessa rejeita o papel de vítima e conta uma história diferente para si mesma. Porém, quando Strane sofre acusações de assédio sexual, ela revisita o passado e pensa sobre os acontecimentos que não apenas marcaram a sua vida, mas também geraram um forte vínculo de dependência emocional.

Sem dúvidas, não é fácil falar sobre Minha Sombria Vanessa e os tópicos sensíveis provam que essa não é uma leitura para todos. Algumas partes do livro são terríveis e quase agoniantes demais para ler, mas também encontramos questionamentos imprescindíveis sobre consentimento, manipulação psicológica e omissão (a crítica a atuação da escola é muito válida e nos faz pensar em casos reais de entidades que protegem abusadores). A história da Vanessa é muito real e mostra como pessoas com traumas tão densos podem viver processos diferentes até admitir ou conviver com uma verdade difícil de ser encarada.

Minha Sombria Vanessa é, definitivamente, um livro muito bem delineado que instiga o leitor e ao mesmo tempo o faz questionar se vai conseguir chegar até o final. Não se engane, então, com essa história porque você não vai encontrar nada de lindo ou empolgante. Essa é uma narrativa crua, incômoda, opressiva e capaz de causar uma angústia imensa. No final, é impossível não pensar em como há cicatrizes que ficarão para sempre com vítimas de abuso e nos perguntar: quantas Vanessas existem na nossa realidade e pensam estar vivenciando uma história de amor?

Comentários

O blog Sentimento de Leitor disponibiliza o espaço do DISQUS para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "Sentimento de Leitor" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

publicidade

quem escreve?

Mandy Ariani

Olá, eu me chamo Mandy! Sou apaixonada por livros, filmes, mangás e Jane Austen. Se você quer ficar por dentro do universo geek e literário, visite a gente!

colaboradores

publicidade

para te inspirar

Palavras são, na minha nada humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia. Capazes de formar grandes sofrimentos e também de remediá-los.

J. K. RowlingHarry Potter, 1997-2007.

os mais lidos do blog

editoras parceiras

2019

resenhas as mais recentes