Sentimento de Leitor

Juramos solenemente fazer boas recomendações
Imagem da Thumbnail para O Duque e Eu por Julia Quinn
Resenhas

O Duque e Eu por Julia Quinn

31 jan 19 4 mins. de leitura
por Mandy Ariani

publicidade

Título O Duque e Eu
Autor(a) Julia Quinn
Editora Arqueiro
Páginas 288
Ano 2013
Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Os romances de época têm conquistado um público considerável, e não é para menos. Afinal, as pessoas estão adorando viajar ao passado para se aproximar dos costumes de um tempo mais antigo, e os personagens carismáticos, charmosos e sarcásticos são uma característica forte em vários livros desse gênero também. Então, se você ainda não deu uma chance para esse modelo literário, conheça O Duque e Eu e apaixone-se!

O Duque e Eu é o primeiro volume da série Os Bridgertons, na qual cada livro é responsável por contar a história de um dos irmãos da família Bridgerton. Todos eles são bem distintos entre si, então cada narrativa é – de certa foma – diferente. Contudo, nessa resenha, o nosso foco é a Daphne Bridgerton, a quarta filha e a mais velha entre as irmãs.

Daphne é uma mulher inteligente e detém um senso de humor muito carismático. Ela deseja, assim como grande parte das mulheres de sua época, se casar e ter filhos, mas a convivência com seus três irmãos mais velhos fez dela alguém mais atenta sobre o sexo masculino, e também uma donzela bem diferente das outras de sua idade. Só tem um grande problema, todos os homens – por quem Daphne sentia algum interesse – só a enxergavam como uma boa amiga.

Os cavalheiros que ousaram pedir sua mão em casamento não eram nada adequados, e Graças a Deus seu irmão mais velho não desejava obrigá-la a se casar com algum deles, pois Daphne esperava mais do matrimônio. Inclusive, seu último pretendente, Nigel, estava tendo dificuldades em aceitar que ela não se casaria com ele. Então, Daphne planejava evitá-lo no próximo baile, pois ela não queria magoá-lo.

Ela queria se casar, de fato queria, e não estava sequer sonhando com um amor verdadeiro. Mas desejar um marido por quem tivesse ao menos um pouco de afeição pedir muito?

Nesse cenário, eis que surge uma solução na vida de Daphne – ou não. Simon Basset – o duque de Hastings – é um homem charmoso, bonito, rico e, sobretudo, solteiro. Depois de viajar pelo mundo por seis longos anos, ele finalmente retornou à Londres, e claro que alguém como ele não passaria despercebido pela alta sociedade londrina. Na verdade, ele acabaria por virar um imã de mães que desejam casar suas filhas solteiras.

Simon, claramente, não tem interesse algum nesse mundo de bailes, convenções sociais e vestidos. Porém, como uma antiga amiga, Lady Danbury, estava convidando-o para um evento, ele resolveu não recusar. No entanto, ele planejava apenas cumprimentá-la e depois ir embora. Nunca um plano deu tão errado.

publicidade

Após uma série de acontecimentos, Daphne e Simon se encontram, e a simpatia entre eles é natural, além de ser carregada de muita química. Definitivamente, um dos pontos mais fortes do livro é a interação entre esses dois protagonistas. Eles conseguem divertir e impactar o leitor de um forma única, fazendo com que nós torçamos para que tudo dê certo entre eles.

– Minha cara Srta. Bridgerton – disse ele, secando os olhos -, se você é um exemplo de gentileza e amabilidade, o mundo deve ser um lugar muito perigoso.

Simon planejou, junto com Daphne, fingir cortejá-la para atrair pretendentes mais interessantes para ela, e em contrapartida, afastar as mães casamenteiras dele, mas logo notamos diversas falhas nessa inconsequente ideia. Sem dúvidas, muitos desafios aguardam nossos queridos personagens, já que um relacionamento entre eles não poderia atrair nada se não tristeza para ambos, pois Daphne deseja a única coisa que Simon nunca poderá conceder: filhos e um casamento. Mas será que ele poderá resistir para sempre aos encantos de uma bela e autêntica jovem?

Devo dizer que minha experiência com a Julia Quinn foi maravilhosa. A autora conseguiu tornar a leitura muito dinâmica e instigante, principalmente, por nos apresentar a visão dos dois protagonistas. O livro teve seus dramas e conflitos nas doses certas, então a narrativa não se torna chata em momento algum.

Além disso, os personagens foram muito bem desenvolvidos, e com o passar da história, nós só desejamos que eles possam superar suas dores, medos e mágoas – especialmente o Simon. É difícil não se solidarizar por tudo que ele passou e todas as cicatrizes que ele carrega em decorrência do passado. E mesmo Daphne desejando curar tudo isso, não será tão fácil assim.

Recomendo esse livro tanto para aqueles que já amam romances de época quanto para aqueles que têm apenas o interesse em adentrar nesse universo. Com O Duque e Eu não tem erro, então prepare suas emoções e embarque de uma vez nessa leitura!

Comentários

O blog Sentimento de Leitor disponibiliza o espaço do DISQUS para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "Sentimento de Leitor" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

publicidade

quem escreve?

Mandy Ariani

Olá, eu me chamo Mandy! Sou apaixonada por livros, filmes, mangás e Jane Austen. Se você quer ficar por dentro do universo geek e literário, visite a gente!

colaboradores

publicidade

para te inspirar

A vida é uma tempestade, meu amigo. Um dia você está tomando sol e no dia seguinte o mar te lança contra as rochas. O que faz de você um homem é o que você faz quando a tempestade vem.

Alexandre DumasO Conde de Monte Cristo, 1844.

os mais lidos do blog

editoras parceiras

2019

resenhas as mais recentes

Instagram@sentimentodeleitor