Sentimento de Leitor

Juramos solenemente fazer boas recomendações
Imagem da Thumbnail para Rede de Sussurros
Resenhas

Rede de Sussurros

23 abr 20 4 mins. de leitura
por Mandy Ariani

publicidade

Título Rede de Sussurros
Autor(a) Chandler Baker
Tradutor(a) Marina Vargas
Páginas 384
Ano 2019
Há anos, Sloane, Ardie e Gracie trabalham juntas em uma empresa de roupas esportivas. As três sempre se ajudaram, passando por promoções empolgantes, reuniões intermináveis, casamento, maternidade, divórcio e os desafios impostos pela política no escritório. Elas também têm seus segredos e cada uma fez algo de que se arrepende. Com a morte repentina do presidente da empresa, tudo indica que Ames, o chefe delas, será alçado à liderança da companhia. Ames é um homem complicado, que as três conhecem há muito tempo e que sempre esteve cercado por sussurros a respeito do tratamento que dispensa às subordinadas. Esses sussurros vinham sendo ignorados, varridos para debaixo do tapete e acobertados por aqueles que estão no poder. Depois de descobrirem que Ames adotou uma conduta inaceitável em relação a uma nova funcionária, elas decidem falar. E essa decisão provoca uma mudança catastrófica no escritório. Mentiras serão reveladas. Segredos serão expostos. E nem todo mundo sobreviverá. Suas vidas — como mulheres, colegas, mães, esposas, amigas e até adversárias — estão prestes a mudar drasticamente.

Rede de Sussurros, de Chandler Baker, tornou-se um livro muito conhecido após aparecer no Reese’s Book Club, o clube de leitura da atriz Reese Witherspoon. Denominado como um “thriller feminista”, a obra utiliza um suspense como base para compor uma narrativa que aborda assédio no ambiente de trabalho, maternidade, formas de silenciamento e, até mesmo, sororidade.

Lançado no Brasil pela primeira vez através do Intrínsecos, um clube de assinatura que traz livros inéditos para o Brasil (faça parte), a obra de Baker aproveita o meio corporativo para refletir sobre a situação e, mais especificamente, inferiorização da mulher em sociedade. De mulheres privilegiadas que ocupam cargos altos até mulheres imigrantes em trabalhos desvalorizados, Rede de Sussurros é um livro sobre a necessidade de parar de sussurrar e finalmente se impor contra as diversas formas de assédio, além de demonstrar o poder da união feminina.

Começamos a nos perguntar: ao sussurrar, estávamos guardando os segredos de quem, afinal? Os nossos ou os deles? Nosso silêncio acabava protegendo os interesses de quem no fim das contas?

Sloane Glover, Ardie Valdez e Gracie Stanton trabalham como advogadas para uma empresa esportiva que atua em nível internacional, a Truviv. Depois de anos trabalhando no mesmo ramo, elas se tornaram boas amigas enquanto passavam por fases como casamento, divórcio, maternidade e momentos comuns da carreira. Unidas, elas procuram apoiar umas às outras, seja em questões pessoais ou em assuntos relacionados ao trabalho. Porém, quando o CEO da empresa morre inesperadamente e Ames Garret – um homem conhecido por seu comportamento totalmente inadequado com as mulheres – é o principal indicado para o cargo elas deverão decidir a maneira de lidar com essa perigosa ascensão.

Tudo piora quando uma mulher chamada Katherine Bell, uma mulher jovem e promissora, começa a trabalhar na Truviv sem aviso prévio e parece receber uma atenção muito especial de Ames, colocando as outras funcionárias em uma posição ainda mais delicada. Mas como prosseguir? O que fazer para defender uma nova e possível vítima?Nesse cenário inquieto, uma lista misteriosa com os nomes dos “homens cilada” aparece para alertar trabalhadoras de empresas como a Truviv e logo uma forte rede de relatos e denúncias se forma. Porém, as coisas começam a fugir do controle e, no fim, nem todos sobreviverão.

Rede de Sussurros nos mostra como é difícil se posicionar contra o assédio, ainda mais, quando todos estão prontos para desmentir e ignorar as vítimas. Se estamos falando de homens poderosos (como no caso do livro), a situação é ainda mais crítica, pois o processo de silenciamento é extremamente eficaz. Afinal, ninguém espera que mulheres como Sloane, Ardie ou Gracie ameacem suas carreiras em prol de uma denúncia.

É problemático porque, quando permitimos que meninos chamem uma menina de “louca” de forma tão casual, bem, isso dá a todas as outras pessoas permissão para que não acreditem nela.

publicidade

O movimento #MeToo tornou-se mundialmente conhecido em 2017 quando Alyssa Milano, atriz e empresária americana, publicou em seu twitter um pedido para que todas as pessoas que já sofreram assédio sexual utilizassem a hashtag #MeToo. Depois disso, o termo ficou conhecido em todo o mundo, e homens e mulheres compartilharam milhares de histórias de abusos e assédios sexuais. É a partir dessa ideia de desabafo e denúncia que surge Rede de Sussurros, mas dessa vez utilizando a ficção para narrar acontecimentos que, na verdade, são muito reais e presentes.

Inclusive, é válido lembrar que a autora escreve com propriedade sobre todo o contexto da história, pois ela tem muita experiência como advogada corporativa e (como o esperado) passou por algumas das situações e controvérsias que percebemos em seu livro. No final de Rede de Sussurros, você encontra uma carta sensacional da escritora na qual ela narra um pouco de sua experiência e vale muito a pena ler. Você também pode encontrar a carta no blog da Editora Intrínseca (confira).

Sobre a estrutura narrativa, o livro nos oferece a visão das três protagonistas enquanto acompanhamos os depoimentos de um caso de assassinato. Além disso, os capítulos de Rede de Sussurros começam na primeira pessoa do plural, uma escolha muito interesse de Chandler Baker. Dessa forma, nós temos a impressão de que todas as mulheres estão juntas e se pronunciando.

Queríamos ser tratadas como homens no ambiente de trabalho pelo mesmo motivo que as pessoas têm Smartphone: porque isso facilita a nossa vida.

Entre idas e vindas, o livro nos mostra a verdade aos poucos, oferecendo-nos tempo para acompanhar também as dificuldades das mulheres que precisam se submeter e conciliar diferentes partes de suas vidas. Ao meu ver, os depoimentos do assassinato foram muito bem utilizados no livros e conseguiram deixar grande parte dos leitores curiosos para entender e descobrir o que aconteceu.

No entanto, considerando que a obra trata muito sobre a convivência no local de trabalho, conta com uma boa parcela de personagens e há sempre um problema constante, a narrativa é um tanto maçante em alguns momentos. Eu demorei mais do que o esperado para finalizar a leitura, mas não tive problemas em adentrar no mundo e nos problemas mostrados pela autora.

No mais, Rede de Sussurros é um livro extremamente bem construído e cheio de nuances. Além de trazer problemáticas e questões necessárias, a obra mostra como as mulheres são mais fortes unidas – principalmente quando o sistema não faz questão de defendê-las. E, embora o livro acompanhe principalmente as advogadas, nós também veremos como pode ser ainda mais difícil para as mulheres que ocupam posições desprestigiadas. Pela temática necessária e desenvolvida com seriedade, não tem como eu não recomendar esse livro.

Comentários

O blog Sentimento de Leitor disponibiliza o espaço do DISQUS para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "Sentimento de Leitor" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

publicidade

quem escreve?

Mandy Ariani

Olá, eu me chamo Mandy! Sou apaixonada por livros, filmes, mangás e Jane Austen. Se você quer ficar por dentro do universo geek e literário, visite a gente!

colaboradores

publicidade

para te inspirar

A vida é uma tempestade, meu amigo. Um dia você está tomando sol e no dia seguinte o mar te lança contra as rochas. O que faz de você um homem é o que você faz quando a tempestade vem.

Alexandre DumasO Conde de Monte Cristo, 1844.

os mais lidos do blog

editoras parceiras

2019

resenhas as mais recentes