Sentimento de Leitor

Juramos solenemente fazer boas recomendações
Imagem da Thumbnail para Turma da Mônica: Lições por Vitor e Lu Cafaggi
Resenhas

Turma da Mônica: Lições por Vitor e Lu Cafaggi

28 nov 18 3 mins. de leitura
por Mandy Ariani

publicidade

Título Turma da Mônica: Lições
Autor(a) Vitor e Lu Cafaggi
Editora Panini
Páginas 82
Ano 2015
Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão cometem um erro grave na escola. Agora, terão que encarar as consequências. E elas não serão poucas! Depois do sucesso de Laços, os irmãos Vitor e Lu Cafaggi retornam aos clássicos personagens de Mauricio de Sousa em Lições, mostrando o real valor da palavra amizade nesta Turma.

Há algum tempo atrás, neste mesmo blog, resenhamos Turma da Mônica: Laços. Turma da Mônica: Lições é a sequência e, também, a oitava edição das graphics novels da Graphic MSP. E já antecipo, se você se encantou por Laços, certamente vai amar Lições. É difícil não se envolver com a densidade dos personagens que é apresentada. Sem mais enrolações, vamos a resenha!

Em Lições, quando a turma de amigos se esquece de fazer o dever de casa, decidem bolar um plano infalível para fugir da escola. Entretendo, as coisas não acontecem como esperado e eles são pegos antes que isso possa acontecer. Como consequência, é claro, cada um deles sofre algumas penitências: Mônica é transferida de escola; Cebolinha é obrigado a frequentar sessões de fonoaudiologia; Magali entra para um curso de etiqueta; e, Cascão começa a frequentar aulas de natação. Para quem já conhece cada um desses personagens sabe que cada castigo atingiu em cheio os seus pontos fracos. E assim se inicia mais uma aventura, bem mais melancólica do que a anterior – como a própria capa já sugere.

Geralmente, espera-se que sequências tenham um impacto e uma qualidade um pouco inferior a história original, mas o “delay” de 2 anos de produção valeu a pena. Os Cafaggi conseguem manter a mesma qualidade, tanto no enredo quanto em cada traço. Dessa vez, tiveram a oportunidade de trabalhar com cada um dos personagens de forma mais independente, mostrando as “soluções” adotadas para encarar os castigos e suas consequências. O fato de haverem, ao todo, quatro arcos separados que se cruzam na história principal, traz uma densidade e vida além das páginas para cada personalidade. É uma sensação maravilhosa como, apesar dos atritos, a turminha faz de tudo para se encontrar, nem que seja por um pouquinho.

Sobre a edição, não há o que reclamar. Toda a composição montada pela Graphic MSP, desde a capa dura à qualidade das páginas, faz da história uma edição de colecionador. Apesar de estar completamente alinhada com Laços, Lições acrescenta uma arte com cores ainda menos saturadas e mais pastéis, tudo para transmitir o clima, como já mencionado, um pouco mais triste dos eventos narrados. Sem dúvidas esse foi um acerto da dupla de criadores que mantem, é claro, os mesmos belos traços aos quais já havíamos sido apresentados.

publicidade

Um fator muito importante e evidente, nessa edição, foi a preocupação dos criadores em apresentar algo legitimamente novo, sem bater na mesma tecla. Apesar de ser uma tarefa difícil, foi concluída com sucesso. Novos ambientes apresentados, construindo todo o núcleo escolar raramente vistos nessa complexidade em qualquer outra história da turminha. O mais triste sobre Lições é, talvez, que termina cedo demais. Algumas páginas a mais teriam feito uma enorme diferença para a satisfação de quem lê. Dessa forma, só é possível degustar o “dia seguinte” aos eventos, tão esperado pelo leitor, em apenas cinco pequenos esquetes comentados.

Porém, mesmo com esse pequeno detalhe de resolução da trama, não há como eu dar, inclusive, uma nota menor que 5. Embora a opinião de muitos seja contraditória em relação a qualidade da história que, apesar de ser inegável, não é considerada como “grandiosa”, sou completamente apaixonado por esse universo construído pelos Caffagi. A personalidade do contexto me emociona. O mais tocante sobre Lições é o quanto podemos nos identificar com as ações da turminha e, então, refleti-las em nosso cotidiano. Ao ler, você vai notar que todos nós já esquecemos, alguma vez, algum dever ou então criamos planos para nos livrar de uma bronca dos pais. Vários de nós já sofreram algum tipo de bullying na escola ou até mesmo praticou com outros colegas. São esses aspectos que nos tocam profundamente em Lições, porque são situações bem familiares.

Assim como Laços, Lições não pode faltar a sua estante de quadrinhos, independente do quanto você seja fã – ou não – da Turma da Mônica. Mas é preciso deixar claro que, caso Laços não tenha te convencido ou ate conquistado, ficará difícil que você se conecte com Lições. Apesar de diferentes em muitos aspetos, o universo continua sendo o mesmo. E você, leitor, quais suas opiniões sobre a história? Participe! Deixe nos comentários.

Comentários

O blog Sentimento de Leitor disponibiliza o espaço do DISQUS para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "Sentimento de Leitor" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

publicidade

quem escreve?

Mandy Ariani

Olá, eu me chamo Mandy! Sou apaixonada por livros, filmes, mangás e Jane Austen. Se você quer ficar por dentro do universo geek e literário, visite a gente!

colaboradores

publicidade

para te inspirar

Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos. Os homens esqueceram essa verdade, mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.

Antoine de Saint-ExupéryO Pequeno Príncipe, 1943.

os mais lidos do blog

editoras parceiras

2019

resenhas as mais recentes

Instagram@sentimentodeleitor