Sentimento de Leitor

Juramos solenemente fazer boas recomendações
X-Men: Como os mutantes vão participar da Marvel Studio?
Séries & Filmes

X-Men: Como os mutantes vão participar da Marvel Studio?

06 maio 19 7 mins. de leitura
por Caique Araujo
ATENÇÃO: Esse artigo poderá conter alguns spoilers

publicidade

No início deste ano foi confirmado! Agora os X-Men e o Quarteto Fantástico fazem parte do Universo Disney, por tanto do Universo Cinematográfico da Marvel. Para os fãs dos heróis é fantástico, principalmente devido a forma como a Marvel transforma histórias em sucesso. Também é um sinal de esperança devido as inúmeras escolhas erradas que a 20th Century Fox adotou com ambas franquias. Mas, e agora? Com mais de 20 filmes lançados, como os X-Men vão aparecer “do nada” nas telas do cinema?

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Vingadores vs. X-Men

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Vingadores e os X-Men nos quadrinhos.

Nos quadrinhos, os Vingadores e os X-Men são aliados de longa data e, ocasionalmente, inimigos. Mas, já se passaram duas décadas e meia desde o lançamento do primeiro longa dos X-Men e as equipes nunca compartilharam a tela juntas. A expectativa é que tudo esteja prestes a mudar, principalmente após a Disney comprar a FOX. Você, nerd, já sabe o quão emocionante será ver, algum dia, esses heróis juntos em batalhas ainda mais épicas do que as já realizadas.

Foi em 1993, quando a Marvel estava beirando a falência, que a companhia decidiu vender os diretos de imagem dos X-Men para o grupo 20th Century Fox. Um período conturbado para empresa que, tempos depois, acabou resultando na cessão de direitos do Quarteto Fantástico, além do Universo Aranha para a Sony. Somente em 2008, quando a Marvel começou a produzir seus próprios filmes, a “cagada” foi compreendida e o estúdio precisou construir sua franquia cinematográfica com os personagens menos populares dos quadrinhos.

O que ninguém esperava é que os filmes seriam um estrondoso sucesso e criariam personagens com faturamento multi-bilionários. Estamos em 2019, na data deste artigo, e o Universo Cinematográfico da Marvel tornou-se a franquia de filmes mais lucrativa da história do cinema. Ao longo desse período, 2015 representou uma vitória inesperada: a Sony concordou em compartilhar os direitos de imagens do Homem-Aranha com a Marvel Studios. Por fim e finalmente, a Disney fundiu com a FOX oficialmente e os personagens voltaram à casa.

Enquanto o retorno das duas franquias, X-Men e Quarteto, é um novo gás para a companhia, ainda existe alguns grandes problemas na equação – continuidade, linearidade temporal e adaptação para a fórmula – com os quais a Marvel ainda precisará lidar. Qualquer adição equivocada pode quebrar a conexão entre todos os filmes já estabelecidos. É interessante pensar que a melhor alternativa seria simplesmente focar no futuro e pressupor, portanto, que os mutantes nunca existiram antes, mas poderão passar a existir após um evento devastador – seja ele qual for.

De qualquer maneira, Kevin Feige, a grande mente por trás do estúdio, já afirmou que sua intenção é incorporar esses personagens no universo Marvel em algum momento. O próprio CEO da Disney, Bob Iger, disse que não haverá “duas Marvel”, os filmes serão absorvidos pelo Marvel Studios. Isso implica, é claro, que é bom considerarmos um adeus a filmes “soltos” como Logan. Sinceramente, é bem possível que eles sempre tiveram algum “plano de contingencia” para algum momento na história em que os personagens retornassem.

Os X-Men vão sofrer um reboot?!

Ainda esse ano, pelo menos até agora, teremos dois lançamentos para o universo dos mutantes: X-Men: Fênix Negra (7 de junho) e Novos Mutantes (2 de agosto). A Disney já se pronunciou que não irá interferir no que já fora produzido – e isso envolve uma série de questões legais. Então, ou eles continuarão a timeline controversa dos filmes, ou eles simplesmente ignorarão tudo e reiniciarão – quem sabe até com outros personagens.

Já sabemos: a linha do tempo dos X-Men é uma bagunça

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

X-Men: Dias de um Futuro Esquecido

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Durante todos os anos, a FOX nunca soube planejar os filmes dos X-Men em conjunto. Sempre foi mais uma estratégia “de um em um”.

Entender as viagens no tempo e realidades criadas em Vingadores: Ultimato é a tarefa mais simples do mundo ao tentar compreender o que a FOX criou com os X-Men. A cada novo filme uma nova informação era criada e depois descartada. Constantes eventos contraditórios. Uma bagunça completa. E, eles tentaram. Tentaram e falharam miseravelmente quando lançaram X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, uma chance para “apagar” tudo, mas, ao final, só criaram mais problemas de continuidade.

Por outro lado, a única certeza sobre a Marvel Studios é o quanto ela valoriza e concentra esforços para manter sua linha do tempo congruente. Eventos que aconteceram na década de 40, em Capitão América: O Primeiro Vingador, foram retomados no filme da Capitã Marvel ambientado na década de 90. Enquanto que os eventos de Capitã Marvel são congruentes com a ideia da Iniciativa Vingadores e os eventos nos filmes posteriores cronologicamente.

Ao estabelecer uma cronologia “redonda e fechada” a Marvel também acabou criando uma barreira para injetar novas histórias que não tenham começado a partir de determinados eventos. Vamos imaginar, por um momento, que a nova tetralogia de filmes dos X-Men fosse incorporada pela Marvel. A existência dos mutantes traria a tona algumas questões: como eles operaram sem a S.H.I.E.L.D. tê-los notado todos esses anos? Ademais, onde estavam os mutantes durantes todos os eventos estrondosos dos Vingadores? Seria um pouco difícil resolver algumas questões sem gerar confusões temporais.

Eis o majestoso Multiverso

publicidade

Uma das maiores revelações aconteceu durante essa semana: o filme Homem-Aranha: Longe de Casa contará com o primeiro personagem advindo de outro Universo. Bem, desde Doutor Estranho já era especulado que o Multiverso iria acontecer de uma forma ou outra. Em Homem-Formiga e Vespa, ainda, fomos introduzidos ao Reino Quântico. Enquanto que, finalmente, em Vingadores: Ultimato todos os conceitos foram conectados com viagens no tempo e criação de múltiplas realidades.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Homem-Aranha e Mystério

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Mystério é o personagem viajante interdimensional. Será que ele vai alertar sobre a colisão de múltiplos universos?

O mais curioso sobre tudo isso é que escolheram justamente o filme do Cabeça de Teia para explicar e explorar o Multiverso. Ainda é desconhecido como isso vai funcionar e é bem possível que a explicação seja tão simples quanto “as manipulações no tempo criaram fendas de acesso entre diferentes universos”. Em todo caso, esse é o melhor jeito de, não apenas aproveitar os atuais atores, mas evitar um reboot e incluir os X-Men, ou o conceito mutante, sem danos na linha do tempo principal da Marvel.

Pode até soar um tanto “preguiçoso” para alguns, mas é uma situação emergencial aceitável para manter o impecável trabalho que fizeram conectando todos os filmes. Quando o público já compreender o Multiverso, será fácil interpretar que os X-Men estavam lá o tempo todo, mas em outro Universo. Sem essa estratégia, não haverá alternativas viáveis a não ser recomeçar completamente a história dos mutantes – quem sabe tantos estalos na Manopla não acabaram criando as mutações?

Mas, toda essa longa discussão teórica, também levanta outra questão, será mesmo que a Disney quer incorporar os X-Men no núcleo central da Marvel Studios pelo menos por agora?

Ainda tem MUITO filme para ser filmado

O que não falta é histórias para a Marvel contar nos cinemas. Já podemos especular que haverá o filme da Viúva Negra, a continuação de filmes como Pantera Negra, Doutor Estranho, Guardiões da Galáxia e Capitã Marvel. E novas introduções ao MCU com os Eternos e Shang-Chi. Misturado a tudo isso ainda temos os Novos Vingadores e os Jovens Vingadores. UFA! Como eu disse, o que não falta é histórias para serem contadas.

Acrescentar a essa mistura mais duas equipe é algo insano para ser feito, pelo menos para os próximos dois ou três anos. Isso não significa, é claro, que essas histórias não possam existir em Universos paralelos e, em um momento ou outro, convergirem em um grande e estrondoso evento. Seria uma pena para os fãs se todo esse borborinho só resultasse no engavetamento dos X-Men e os mutantes ficassem para um futuro mais distante.

Pelo menos uma certeza: o arsenal de vilões da Marvel melhorou significativamente

O maior desafio do Marvel Studios sempre foi ter que lidar com vilões “meia boca”. Todos os grandes e mais incríveis vilões estavam com os outros estúdios. Apesar de ter feito um bom trabalho, durante todos esses anos, ter acesso ao arsenal fantástico de vilões como: Galactus, Doutor Destino, entre outros. Sem dúvidas nenhuma, eles serão utilizados. Talvez antes que os X-Men e ainda mais antes que o Quarteto Fantástico.

Deadpool e os filmes de nicho

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Deadpool e Logan

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Apesar de todos os erros, um dos maiores acertos da FOX foi apostar em filmes diferentes e independentes.

A maior desvantagem e o maior problema da Disney, junto com a Marvel Studios, é que ambas são PG-13 e possuem uma fórmula pré-definida para os filmes. A própria Disney já está um pouco incomodada com Novos Mutantes e planeja lança-lo apenas via streaming. Então, para nós, significaria que filmes como Deadpool ou Logan, cada um com seu gênero e estilo, deixariam de existir e seriam, novamente, apenas mais um sonho distantes para nós nerds.

Enfim, ainda há muita coisa para acontecer e muita novidade para surgir. Nós vamos continuar acompanhando de perto os próximos passos dessa novela. Enquanto isso, vamos teorizar, deixe nos comentários quais são as suas expectativas e como você acha que a Marvel Studios pode incorporar os X-Men nos cinemas.

Comentários

O blog Sentimento de Leitor disponibiliza o espaço do DISQUS para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "Sentimento de Leitor" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade .

publicidade

quem escreve?

Mandy Ariani

Olá, eu me chamo Mandy! Sou apaixonada por livros, filmes, mangás e Jane Austen. Se você quer ficar por dentro do universo geek e literário, visite a gente!

colaboradores

publicidade

para te inspirar

Quando você abre o livro, é como num teatro: ali está a cortina. Você a arrasta para o lado, e a apresentação começa.

Cornelia FunkeCoração de Tinta, 2003.

os mais lidos do blog

editoras parceiras

2019

resenhas as mais recentes

Instagram@sentimentodeleitor